• flag-br
  • flag-esp
  • flag-us

Como é feita a manutenção de subestação de energia elétrica?

PUBLICADO EM 09/10/2014 Como é feita a manutenção de subestação de energia elétrica?

subestação de energia elétrica

Uma subestação de energia elétrica é a responsável pela distribuição de energia elétrica das usinas às casas das pessoas.  É na subestação que a energia chega das usinas, em um nível muito elevado e inadequado para distribuição, e na sequência é transformada e rebaixada até um padrão que possa ser utilizada pelo consumidor. Por ser um ambiente que envolve muita tensão elétrica e é essencial para o dia a dia de indústrias, comércios, escolas, hospitais, residências e estabelecimentos em geral, a manutenção de subestação de energia elétrica é um trabalho de grande responsabilidade e que deve ser executado perfeitamente, sem margem para equívocos. O grau de dificuldade também deve ser considerado sempre que uma empresa for realizar a manutenção de subestação de energia elétrica. Isso porque em muitos casos, os próprios equipamentos que compõem as subestações não indicam claramente que exista um problema. Nestes casos, a experiência dos profissionais envolvidos e o uso de modernas técnicas e ferramentas são fundamentais. Confira alguns passos: - Manutenção preventiva de todos os dispositivos da subestação de energia, estes de até 230 KV; - Ensaios elétricos do cenário interno de cada equipamento instalado; - Verificação de todos os dispositivos, realizando eventuais reparos e reformas quando houver a necessidade; - Teste termovácuo e realização de secagem a vácuo e com nitrogênio; - Verificação de aparecimento de trincas na estrutura dos isoladores; - Verificação de todas as conexões, uma a uma. Também é necessário realizar uma limpeza geral da subestação, observando a conservação geral dos equipamentos e a presença de poeira em conexões elétricas e contatos. Medidas simples como as citadas podem retardar o desgaste dos mesmos e ainda evitar problemas de isolamento, comuns quando não há uma manutenção eficaz. Outro ponto a ser analisado com atenção é o efeito causado pela umidade, poluentes urbanos e gases atmosféricos sobre a conexão elétrica, o que pode levar à deterioração com o tempo. Um bom trabalho de manutenção de subestação de energia elétrica deve medir periodicamente a temperatura dos equipamentos no local. Utilizando um termômetro de mira a laser, é possível identificar com precisão eventuais elevações, ou declínios, na temperatura da subestação. O procedimento é indicado para encontrar falhas elétricas e evitar paradas não planejadas, que sempre acabam gerando um alto valor à geradora de energia.




VOLTAR