• flag-br
  • flag-esp
  • flag-us
Cases de Sucesso

Entenda a importância dos geradores e bancos de carga na construção civil

PUBLICADO EM 19/05/2017 Entenda a importância dos geradores e bancos de carga na construção civil

Um dos grandes desafios para as construtoras e incorporadoras que iniciam uma grande obra é definir como os diferentes espaços da construção receberão seu fornecimento de energia. Além do abastecimento dos grandes equipamentos que farão a parte pesada do trabalho, é preciso ainda pensar em todas as estruturas que fazem parte do canteiro de obras e que precisam de energia elétrica para funcionar. Almoxarifado, pátio, área para estoque, vestiário e escritório. Todas essas áreas precisam de um suprimento de energia que, muitas vezes, não pode ser fornecida, na etapa da construção, pelas concessionárias públicas. Assim é natural que os engenheiros da obra se sintam no escuro sobre as melhores soluções de logística. A situação pode ser ainda mais preocupante nos casos em que a oferta de energia existe, mas é irregular, o que pode causar falhas nos equipamentos e até mesmo acidentes.

Por que utilizar geradores de energia?

Todo mestre de obra ou engenheiro sabe que obter um fornecimento estável de energia elétrica pode ser tão complexo quanto a própria construção. É por isso que os canteiros de obras – seja em uma área rural remota ou no meio de uma cidade – precisam utilizar geradores e bancos de carga. Esses equipamentos permitem que os operários deem continuidade à construção sem o risco de contratempos e atrasos nos prazos.

Em uma obra de construção civil a demanda por energia elétrica pode ser bastante representativa. As estruturas temporárias demandam energia para ar condicionado, internet, telefones e outros equipamentos de comunicação. Para trabalhos críticos que ocorrem 24 horas por dia é necessária a utilização de vários geradores.

O mercado da construção civil ultrapassou a indústria como o principal cliente das empresas de locação de geradores, empatando com as mineradoras. Esse crescimento na demanda não acontece por acaso. A instabilidade na oferta de energia elétrica não diz respeito apenas ao fornecimento em si, mas também às inseguranças particulares do setor de energia, como a imprevisibilidade da tarifa (o sistema de bandeiras muda de um mês para o outro, aumentando ou diminuindo os custos).

Há ainda a crise energética que, sazonalmente, atinge o País. A crise hídrica vivida por São Paulo em 2015 acendeu o sinal amarelo nas construtoras, que passaram a investir maciçamente no aluguel de geradores e bancos de carga. Atenta aos movimentos do setor a Tecnogera está constantemente adquirindo equipamentos. A frota de bancos de carga da empresa, por exemplo, é a mais nova do Brasil, dando confiabilidade à sua clientela.

A Tecnogera possui modelos voltados exclusivamente para a área construção civil, com modelos de 55 kVA a 2500 kVA de potência. Alguns geradores possuem design pensado para que seu transporte pelo canteiro de obras ocorra sem complicações.

Como funciona um gerador de energia

Um gerador de energia é um equipamento que, por meio da queima de combustíveis, gera energia. São muito úteis para locais sem rede de energia elétrica ou em empreendimentos com alta sensibilidade às variações de energia, como indústrias e hospitais.

O equipamento é composto por um alternador, um tanque de combustível e um motor, que pode ser a diesel ou energia elétrica. É ele quem vai queimar o combustível. A queima move um eixo central e, desta forma, a energia mecânica é transformada, por meio do alternador, em energia elétrica.

Opções para todas as necessidades

As opções para as construtoras e incorporadoras são bem variadas. Combinando uma estrutura robusta em aço e motores de alta potência, os grupos geradores atendem projetos de grande complexidade que exigem alta capacidade técnica. Os equipamentos funcionam tanto em baixa tensão (220V, 380V, 440V e 480V) quanto em média tensão (13.2kV, 13.8kV, 22kV e 32 kV), com modelos super silenciados.

Entre as soluções disponíveis no mercado estão geradores a diesel, a gás e os flex (com 70% de gás e 30% de diesel). Há ainda possibilidade de se unir o fornecimento dos geradores ao fornecimento das concessionárias, técnica chamada de paralelismo.

Como escolher o melhor gerador para um canteiro de obras

As características dos canteiros de obras é que vão ditar a potência e o tipo de gerador que são mais indicados. Assim, é importante que um técnico capacitado avalie a dimensão da obra e os riscos envolvidos. O desafio é identificar as necessidades das construtoras e apontar os equipamentos mais adequados para cada demanda, com o menor custo possível. É importante ressaltar que, ao escolher um gerador, a área de suprimentos da construtora ou incorporadora não deve levar em consideração apenas o custo do aluguel. O responsável deve fazer uma lista com todos os equipamentos que serão conectados ao gerador e checar o consumo de combustível de cada um.

Deve ser levado em consideração também que alguns equipamentos “puxam” mais energia para serem ligados do que durante a operação em si. Esse pico de voltagem deve fazer parte do cálculo da potência necessária.

Para evitar erros e deixar espaço para a adição de outros equipamentos à construção, os responsáveis pela obra devem adicionar cerca de 10% ao cálculo total como margem de segurança. Se o total de equipamentos planejados para serem conectados a um gerador tiver o consumo de 10 quilowatts de energia, então o gerador deve ter uma capacidade mínima de 11 quilowatts.

É importante, entretanto, não pecar por excesso. Ao mesmo tempo em que um gerador pequeno não conseguirá suprir a demanda, um gerador grande pode ficar subutilizado. Um motor que trabalha a menos de 30% de sua potência pode sofrer danos críticos por não atingir a temperatura ideal de operação. Há ainda um gasto de combustível maior que o necessário.

O oposto também deve ser evitado. Geradores que trabalham com mais de 80% da capacidade sofrem impactos tanto no motor quanto no alternador.

Outro critério a ser levado em consideração é a emissão sonora de um gerador. Apesar de os geradores atuais serem extremamente silenciosos, alguns níveis de ruído podem ser considerados indesejáveis para obras próximas a hospitais, por exemplo.

A qualidade e reputação da empresa de aluguel dos geradores é um dos fatores mais importantes. Procure por uma empresa com reputação sólida, geradores confiáveis e que ofereça garantias. Geradores mais novos custam menos para operar, consomem menos combustível e conseguem passar mais tempo em operação sem a necessidade de manutenção.  

Geradores com função de stand-by conservam ainda mais combustível já que seus motores operam no mínimo da capacidade quando não há demanda por energia.

Antes de contratar, cheque a qualidade dos componentes do gerador. Observe a espessura do aço e a durabilidade do tanque de combustível. Conte as entradas e saídas de energia: são suficientes para todos os equipamentos previstos?

Analise o painel de controle. Quanto maior o número de indicadores e de ações possíveis a serem tomadas, melhor a qualidade do gerador. Observe ainda se o gerador possui alguma etiqueta informando quando ocorreu a última manutenção, e qual é data prevista para a próxima.

Segurança

Os geradores precisam ter equipamentos de segurança para evitar acidentes como choques ou mesmo tombamentos.

Um dos grandes riscos do uso de um gerador é a emissão de monóxido de carbono, um gás sem cor e sem cheiro produzido pelos equipamentos. Para prevenir que o gás entre em ambientes fechados e intoxique os operários, coloque os geradores o mais distante possível de portas e janelas. Nunca o coloque em ambientes fechados. Em caso de dúvida na instalação, contate imediatamente um técnico da Tecnogera.

Outros itens a serem considerados

Outros critérios a serem levados em consideração são a temperatura do local de trabalho, altitude, características do terreno e as fontes de energia disponíveis. Pense ainda sobre a maneira com que o gerador será utilizado. Ele será a única fonte de energia, ou será acionado apenas no caso de falha da rede elétrica? Quanto tempo ele ficará em operação? Em caso de falha na rede elétrica, qual o tempo máximo que o canteiro de obras pode ficar sem energia?

De posse dessas informações a equipe técnica da Tecnogera indicará os modelos mais adequados.

Dicas para prevenir falta de luz na obra

As instalações elétricas e o projeto das instalações devem ser feitos por profissionais qualificados

As torres de iluminação devem ser alimentadas por um gerador de energia, de forma a não dependerem da rede elétrica

Utilize instalações aéreas ou subterrâneas em ambientes mal iluminados

Caso não seja possível iluminar determinada área, isole-a para evitar acidentes

Um responsável técnico por instalações elétricas deve estar sempre de plantão.

Não use adaptações ou as chamadas “gambiarras”

Utilize apenas material de excelente qualidade. Materiais de baixa qualidade se enquadram no ditado “o barato que sai caro”.

A qualidade dos cabos elétricos também não pode ser negligenciada

Características dos geradores de energia

Para poder atender a toda e qualquer necessidade de seus clientes, a Tecnogera conta com uma ampla variedade de geradores. Os de 60 a 270 kVA são os mais utilizados na construção civil. Movidos a diesel, podem ser carenados ou silenciados, com transferência manual ou automática. As potências mais utilizadas são 130 kVA, 150 kVA, 180 kVA, e 250 kVA a 270 kVA.

O gerador de energia carenado é fabricado, em geral, com uma chapa metálica revestida internamente com espuma termoacústica, capazes de atenuar os ruídos do motor do equipamento. É, portanto, um dispositivo capaz de gerar energia elétrica com a mesma eficiência dos geradores comuns, mas de maneira mais silenciosa. Alguns modelos contam, ainda, com amortecedores capazes de absorver vibrações.

60kVA

Os geradores de 60kVA (48kW) possuem frequência de 50/60Hz, tempo de funcionamento em standby (carga plena) superior a 38 horas, tempo de funcionamento em principal (carga plena) superior a 38 horas e motor diesel 1104C-44TG2/3.

Possuem 1130 mm de largura, 1954 mm de altura, 2900 mm de comprimento e pesam pouco mais de 2 mil quilos.

Os equipamentos são certificados pela California Air Resource Board (CARB) e TIER 4 do EPA (Agência de Proteção Ambiental do Estados Unidos (EPA) para aplicações móveis não rodoviárias.

Têm sistema de isolamento classe H, protegido por tela e à prova de gotejamento, com excitação automática, auto regulável com enrolamentos de amortecedor totalmente interligados, sistema de arrefecimento IC06 e rolamentos permanentemente fechados. Seu projeto elétrico está em conformidade com a BS5000 parte 99, IEC60034-1, EN61000-6, NEMA MG-1.22.

Seu painel de controle é manual e autostart, com compartimento NEMA isolado contra vibração com portas articuladas com trava. Conta ainda com chicotes de fiação CC e CA.

Saída de tensão comutável:

- 480/277 V, trifásica

- 208/120 V, trifásica

- 240/120 V, monofásica

O painel de distribuição tem tomadas de conveniência, porta articulada sobre conectores principais, compartimento NEMA 1 de aço isolado contra vibração. O disjuntor é duplo, tripolar com neutro sólido, listado na UL/CSA.

Arranjo de montagem: base de aço reforçado levantada para acesso à empilhadeira, coxins de montagem anti vibração, proteção completa da OSHA, válvulas de três vias para permitir a conexão do tanque de combustível auxiliar, base do tanque de combustível com parede única, listada na UL, com suprimento mínimo de combustível de 24 horas; e área de contenção para derramamento de óleo, líquido arrefecedor e combustível.

Compartimento com isolamento acústico e totalmente à prova d'água com silencioso do escape, construção altamente resistente à corrosão, e corpo feito de componentes de chapa de aço pré-tratados com fosfato de zinco antes do revestimento por pulverização de poliéster a 200 °C (392 °F).

Tensão dentro dos limites de ± 0,5% para operação trifásica e ± 1% para operação monofásica em estado estacionário, desde sem carga até plena carga. Toda a ferragem é eletrogalvanizada, com proteção anticorrosiva antes da pintura e pintura poliuretânica de alto brilho para ter durabilidade e resistência à deformação.

Padrões de qualidade: IEC60034, EN61000-6, NEMA MG-1.22

O equipamento padrão possui compartilhamento de isolamento acústico galvanizado, alternador do sistema 4, painel de controle 4001, válvula de combustível com três direções e tanque de combustível 24 horas (com desligamento automático por baixo nível de combustível).

A pedido do cliente o tanque de combustível pode ter parede dupla listado na UL com abastecimento mínimo de 24 horas, carregador de bateria, governador eletrônico necessário para operação a 60 Hz, aquecedor anticondensação e aquecedores de água do motor.

As especificações podem variar de acordo com modelos e disponibilidade.

150 kVA

Possuem frequência de 50/60 Hz e tensão de 127 a 408 V. Seu motor é diesel. Tem 1120 mm de largura, 2226 de altura, 3520 mm de comprimento e mais de 2.550 quilos. Os modelos atendem aos estágios IIA da União Europeia e têm baixo consumo de combustível.

O painel de controle tem medição de alimentação, transmissão protetora e controle e monitoramento do motor/gerador completos. Conta com regulador de tensão integrado (IVR - Integrated Voltage Regulator).

Sua construção é em chapa de aço galvanizado. Atende aos padrões de emissões do estágio IIIA.

A pedido do cliente pode ser incluído uma caixa de soquete CE com proteção MCB e RCBO integrada.

O equipamento apresenta ainda filtro de ar, ciclônico/papel de duas etapas com compartimento de poeira e indicador de serviço, alternador com chassi LC3114J trifásico, enrolamento aleatório, projeto com 12 derivações, auto-excitado, tombamento de 2/3; e alternador de carga 12 V, reforçado com regulador integrado e protetores da correia.

O painel de controle possui controlador digital montado no grupo gerador EMCP 4.2B. O sistema de arrefecimento tem radiador montado no pacote com alto desempenho do ambiente.

O sistema de distribuição conta com compartimento de aço resistente, articulação separada, e porta travável com dobradiças com pinos resistentes a ferrugem. Já o compartimento tem chapa galvanizada e isolamento acústico com desempenho de redução de ruídos excepcional.

O sistema de escape tem detentor de fagulha integrado com conectores flexíveis, em compartimento separado. Tanque de combustível com parede dupla de 156 gal (590 l), tempo de execução de 24 horas a uma classificação principal de 75%, e abastecimento interno de combustível.

O sistema de lubrificação tem filtros de óleo primários e secundários no motor, abastecedor e vareta de nível.

250kVA

Os geradores de 250 kVA têm frequência de 50/60 Hz, tempo de funcionamento de 17 horas (tanto em standby quanto em funcionamento principal, com plena carga), e motor 1306C-E87TAG6 a diesel.

Suas dimensões são de 1395 mm de largura, 2140 mm de altura, 4150 mm de comprimento e mais de 4 mil quilos de peso.

O equipamento é certificado pela California Air Resource Board (CARB) e TIER 4 do EPA (Agência de Proteção Ambiental do Estados Unidos (EPA) para aplicações móveis não rodoviárias. O motor diesel é certificado para emissões aprovadas pelo TIER 4 do EPA para uso industrial em serviço pesado.

Especificações do motor: governador, mecânico, sistema elétrico, 12 vcc, filtros do tipo cartucho, separador de combustível/água, bateria, cremalheira e cabos.

O gerador tem sistema de isolamento classe H, protegido por tela e à prova de gotejamento, com excitação automática, auto regulável com enrolamentos de amortecedor totalmente interligados, sistema de arrefecimento IC06 e rolamentos permanentemente fechados. Seu projeto elétrico foi feito em conformidade com a BS5000 parte 99, IEC60034-1, EN61000-6 e NEMA MG-1.22.

As demais características são similares aos modelos de 60kVA.

Por que alugar geradores com a Tecnogera

A Tecnogera atua no setor energético desde 2005, operando no mercado de locação de grupos geradores de energia, bancos de carga, transformadores, subestações, QTA, QTR, cabos elétricos, tanques de combustíveis e todos os acessórios e serviços para uma completa solução.

Somos uma multinacional com atuação no Brasil, Argentina e Peru, e capacidade de atendimento em toda a América Latina, 24h por dia. A empresa possui equipe altamente capacitada e equipamentos das melhores marcas nacionais e internacionais, mantidos em constante renovação.

A Tecnogera apoia o trabalho de concessionárias no fornecimento de energia para cidades inteiras e ajuda a superar restrições de capacidade, como em períodos de pico sazonal.

A visão da Tecnogera é de ser a mais ágil e eficiente empresa em soluções confiáveis de energia temporária, líder na América Latina.

Os geradores da Tecnogera

A empresa trabalha com uma frota diversificada de geradores para complementar seu portfólio de soluções em geração e distribuição de energia. Possui uma das maiores frotas de grupos geradores carenados e silenciados do Brasil para locação, oferecendo opções completas e de alta tecnologia para diversos segmentos e necessidades específicas, como trabalhos em paralelo, sincronismo e em rampa.

Combinando uma estrutura robusta em aço e motores de alta potência, os grupos geradores atendem projetos de grande complexidade que exigem alta capacidade técnica. As potências dos equipamentos variam de 15 a 2.500 kVA, em baixa tensão (220, 380, 440 e 480V) e média tensão (13.2, 13.8, 22 e 32 kV), com modelos super silenciados.

Para assegurar um fornecimento energético contínuo e confiável, os grupos geradores da Tecnogera são vistoriados e mantidos sob rigoroso e permanente controle de qualidade.

Manutenção gratuita

Nossos equipamentos passam por manutenção constante e são armazenados em locais sem poeira ou substâncias corrosivas, protegidos de gotejamento, umidade ou contato com óleo. Outro diferencial que garante o desempenho de nossos equipamentos é a execução de testes antes da disponibilização do produto para locação. Realizamos testes antes da disponibilização do produto para locação.

Toda a manutenção dos equipamentos é realizada pela Tecnogera, sem custo para os clientes. Isso inclui limpeza e verificação do nível de água do radiador, verificação do estado e nível do óleo do cárter e do combustível, checagem de vazamentos e limpeza do filtro, dentre outros itens.

Oferecemos ainda atendimento 24 horas por dia; planejamento antes da instalação, evitando despesas adicionais com manutenção; e atendimento ágil e personalizado. Dentre nossos objetivos estão a eficiência máxima de consumo de combustível, custos de operação mínimos e produção ininterrupta.

A Tecnogera conta com uma frota formada por mais de 900 geradores de variadas potências e que podem ser usados em obras dos mais variados portes, garantindo a produtividade e eficiência da construção.




VOLTAR