• flag-br
  • flag-esp
  • flag-us

O que é uma carga resistiva, indutiva e capacitiva?

PUBLICADO EM 20/02/2015 O que é uma carga resistiva, indutiva e capacitiva?

carga resistiva, indutiva e capacitiva

Em uma rede elétrica, existem basicamente três tipos de cargas elétricas: resistivas, indutivas e capacitivas. Esta classificação está diretamente ligada ao fator de potência, que mede se a energia elétrica recebida é suficiente para atender as necessidades do uso diário, seja em residências ou empresas.As cargas resistivas costumam ser utilizadas em ferros de passar roupa, chuveiros e lâmpadas incandescentes. Resumidamente, conectar uma carga resistiva ao sistema significa que a corrente e a tensão mudarão de polaridade em fase, ou seja, sincronizadas, gerando um fator de potência unitário, em que a energia flui numa mesma direção através do sistema em cada ciclo. Ou seja: a corrente que circula por essa carga alterna-se e acompanha a tensão aplicada. Por esta razão, toda carga puramente resistiva possui fator de potência 1. As cargas indutivas, geralmente utilizadas em motores e transformadores, criam campos magnéticos pelas bobinas existentes nos equipamentos que estão ligados a ela, produzindo potência reativa com onda de corrente atrasada em relação à tensão. O fator de potência, neste caso, é zero. As cargas capacitivas, utilizadas em banco de capacitores, lâmpadas fluorescentes e computadores, criam campos elétricos pelos capacitores existentes nestas cargas. Por isso, provoca atraso na tensão e também possui fator de potência zero. De maneira simplificada, o fator de potência resulta da razão entre a potência ativa (energia utilizada em um equipamento) e potência aparente (que indica a suficiência da energia em questão). Conhecer o fator de potência é importante para que haja maior segurança e economia no ambiente, evitando que máquinas, ferramentas, eletrodomésticos e outros aparelhos queimem ou apresentem problemas.




VOLTAR