• flag-br
  • flag-esp
  • flag-us
Cases de Sucesso

O que você precisa saber sobre as bandeiras tarifárias?

PUBLICADO EM 17/05/2016 O que você precisa saber sobre as bandeiras tarifárias?

bandeiras tarifárias

Em junho de 2015, a Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica, implantou o sistema de bandeiras tarifárias. Diferenciada pelas cores vermelha, amarela e verde, a sinalização começou a aparecer na conta do consumidor. Mas, você sabe o que elas significam? Cada uma das cores indica as condições de geração de energia no País. Quanto menos favorável o cenário, mais elevado será o custo da energia repassado para o consumidor. Segundo a Aneel, as cores das bandeiras significam: Verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo; Amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,015 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos; Vermelha - Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,030 para cada quilowatt-hora kWh consumido; Vermelha - Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,045 para cada quilowatt-hora kWh consumido. O sistema foi adotado em quase todos os estados brasileiros. Apenas Amapá e Roraima não adotaram o mecanismo pelo fato de ainda não serem interligados ao Sistema Nacional de Energia Elétrica – SIN. Com a séria crise hídrica vivenciada pelo País no ano passado, o objetivo da adoção das bandeiras tarifárias foi repassar os custos com a produção de energia ao consumidor final. Assim, mês a mês, a Aneel anunciava a cor da bandeira que seria adotada, sempre dependendo das condições dos reservatórios, percentual de uso das termelétricas e o maior ou menor custo com a produção de energia. Com a escassez de chuva, ao longo dos 12 meses de 2015, a bandeira tarifária se manteve na cor vermelha. Este ano, a bandeira mais elevada também prevaleceu nos meses de janeiro e fevereiro. Com o aumento das chuvas, entretanto, ficou amarela em março. Em abril, felizmente, voltou a ficar verde, acabando com os custos adicionais para o consumidor. Apesar de já ter normalizado, fique atento! Bandeira vermelha significa conta mais cara.




VOLTAR