Rio 2016: case de sucesso da Tecnogera

PUBLICADO EM 28/09/2017 IMG-20160706-WA0029_59cd1e2d2f601.jpg

Na contratação de energia temporária, um dos principais critérios a serem avaliados é a experiência e a capacidade da empresa locadora. Que tipos de eventos a empresa atendeu e qual a capacidade de geração fornecida são perguntas essenciais. Dessa forma, empresas que tenham fornecido energia temporária para eventos complexos devem ter preferência na hora da escolha.

Nesse contexto, o que poderia ser considerado um grande evento? Esse assunto é discutível, mas há um evento que, sob qualquer ótica, é considerado gigante. Trata-se de uma competição esportiva assistida pela TV por bilhões de pessoas em todo o planeta, com transmissão para praticamente todos os países. Estamos falando, é claro, das Olimpíadas, um evento superlativo em todos os aspectos.

Os últimos jogos olímpicos foram sediados no Rio de Janeiro. A empresa escolhida pelo Comitê Olímpico brasileiro para fornecer energia temporária para os 25 locais de jogos, e o evento de abertura e encerramento foi a Tecnogera, que atendeu a todo escopo técnico e prazo extremamente curto, garantindo a segurança energética do evento.

Havia grande expectativa sobre a estrutura dos Jogos Rio 2016. Por causa da complexidade e da dimensão do evento, fazia-se necessário empenho total de toda a cadeia de fornecedores para que tudo ocorresse sem imprevistos.

A Tecnogera forneceu a energia temporária para momentos inesquecíveis, que ficarão na memória dos amantes do esporte por muito tempo: as cerimônias de abertura e de encerramento. A abertura, por exemplo, contou com 20 mil metros de cabos de fibra ótica e mais de 100 projetores.

 

Maracanã, ícone do futebol mundial, foi iluminado pela Tecnogera

A estrutura montada com a participação da Tecnogera garantiu o fornecimento de energia para todas as 78 mil pessoas que assistiram ao evento no Maracanã, bem como para os mais de 6 mil voluntários que realizaram performances no gramado. Os geradores da Tecnogera atuaram como fonte primária de energia para todos os equipamentos utilizados.

Apenas na cerimônia de abertura foram utilizados 30 geradores de diversas potências, que somaram 18 MVA, suficiente para atender uma cidade de 150 mil habitantes. Os equipamentos foram divididos em quatro plantas distintas no estádio. A Tecnogera foi responsável pelas conexões, com a instalação de transformadores, painéis e 1.600 metros de cabos elétricos.

Como se não bastasse toda essa responsabilidade com o espetáculo, a Tecnogera também assumiu a responsabilidade pela geração de energia para a transmissão de TV.

Números do estádio do Maracanã:

- Três mil luminárias

- 17 elevadores

- 12 escadas rolantes

- 292 banheiros

- 60 bares

Tecnogera no Engenhão

A empresa forneceu energia temporária também para locais de competição como o Estádio Olímpico Nilton Santos, onde aconteceu as provas de atletismo. Quem brilhou por lá, além dos equipamentos da Tecnogera, foi o jamaicano Usain Bolt. Seus feitos foram assistidos por todo o planeta graças à estrutura de energia elétrica montada pelos comitês olímpicos e pela Tecnogera.

A energia temporária assegurou que os quase 60 mil espectadores presentes acompanhassem todas as competições com tranquilidade. O Engenhão, como é popularmente conhecido o estádio, é uma estrutura grandiosa, com 72 bilheterias e 57 roletas eletrônicas distribuídas pelas quatro alas.

O estádio conta ainda com 60 banheiros e 22 bares, além de uma área de 3.650 m² com diversas lojas. Dois telões transmitiram os eventos ao vivo para quem estava dentro do estádio, e mais dois placares eletrônicos computaram os resultados dos jogos. O painel eletrônico de resultados tinha 30 metros de comprimento por nove de altura, o maior já instalado em um estádio.

Além do atletismo, o estádio recebeu também oito partidas de futebol das olimpíadas. Uma verdadeira maratona para a equipe da Tecnogera.

 

Arena de vôlei de praia

A Arena de Vôlei de Praia também contou com o suporte da empresa. A empresa garantiu o fornecimento de energia para os 12 mil espectadores presentes em cada dia de competição. Ao logo da Olimpíada mais de 400 mil pessoas passaram pelo espaço.

A Arena foi montada na praia de Copacabana, em uma área de 62 mil metros quadrados e foi a primeira arena construída para jogos olímpicos em uma praia. A estrutura contou com uma quadra central para jogos, cinco para treinos e duas para aquecimento. A energia primária da Arena de Vôlei de Praia foi fornecida pela concessionária de energia do Rio e Janeiro, a Light, por meio da subestação Leme. Os geradores da Tecnogera operaram em sistema stand-by.

 

Complexo Esportivo de Deodoro

Local de jogos do basquete feminino, pentatlo moderno, rúgbi e esgrima, o Complexo Esportivo de Deodoro também foi atendido pelos geradores da Tecnogera. Apesar de não receber tanta atenção da mídia quanto o Maracanã, o Complexo de Deodoro foi um dos maiores locais de competição da Rio 2016 e, por isso mesmo, um dos que mais demandou cuidados no fornecimento de energia.

O espaço, com capacidade de receber 72 mil pessoas, possui área de 2,5 milhões de metros quadrados. O local abrigou várias instalações olímpicas apoiadas pela Tecnogera, como Centro Olímpico de BMX, Centro Olímpico de Hóquei, Estádio de Canoagem Slalom, Pista de Mountain Bike, Arena da Juventude, Estádio de Deodoro, Centro Aquático de Deodoro, Centro Olímpico de Hipismo e o Centro Nacional de Tiro Esportivo.

No complexo ocorreram competições de canoagem slalom, ciclismo (BMX e mountain bike), hóquei sobre grama, tiro esportivo, pentatlo moderno, basquete (apenas o feminino), rúgbi e hipismo (salto, adestramento e concurso completo de equitação). Haja energia para garantir a realização de tanta competição, em frente a bilhões de pessoas que acompanharam tudo pela TV.

 

Resumo da Rio 2016

Com prazos de entrega de energia quatro vezes menores que as edições anteriores dos jogos olímpicos, a Tecnogera entregou 87 MW de energia em 25 locais de competição diferentes, com praticamente 300 grupos geradores interligados por 1.500.000 metros de cabos elétricos, garantindo o perfeito funcionamento de todos os sistemas de transmissão, cronometragem e estrutura necessários.

Os números fazem jus à grandiosidade da maior competição esportiva do mundo. Afinal, a Tecnogera gerou energia para sistemas de iluminação, de transmissão via TV, rádio e internet, equipamentos de cronometragem, sistemas de atendimento médico a atletas e telespectadores, dentre muitos outros.

Ainda está em dúvida sobre qual empresa locadora de energia temporária você deve contratar para seu próximo evento? Fale com a empresa escolhida pela Rio 2016.




VOLTAR